Vídeo mostra situação precária em estrutura do Hospital Mário Gatti, em Campinas

Situação do Hospital Mario Gatti, em Campinas, gera reclamação de usuários

Situação do Hospital Mario Gatti, em Campinas, gera reclamação de usuários

Camas enferrujadas, mobílias quebradas e falta de equipamentos básicos, como aferidor de pressão. Essa foi a situação flagrada por um telespectador da EPTV, afiliada da TV Globo, no Hospital Municipal Dr. Mário Gatti, em Campinas (SP).

As imagens foram gravadas na segunda-feira (4). O homem que faz as filmagens e a narração mostra dezenas de equipamentos parados no setor de engenharia do hospital. Ao procurar o responsável pela área em uma sala, ninguém é encontrado.

Em outro momento, materiais quebrados são filmados em uma área externa do hospital. Camas e macas enferrujadas, criado-mudo quebrado e até uma porta enferrujada são alguns exemplos do que foi flagrado por lá.

Equipamentos parados no setor de engenharia do Hospital Mário Gatti, em Campinas (SP) — Foto: Reprodução/EPTVEquipamentos parados no setor de engenharia do Hospital Mário Gatti, em Campinas (SP) — Foto: Reprodução/EPTV

Equipamentos parados no setor de engenharia do Hospital Mário Gatti, em Campinas (SP) — Foto: Reprodução/EPTV

Em um dos quatros, as imagens mostram janelas quebradas deixando pacientes no sol e outras que não abrem, com mosquiteiros quebrados ou velhos.

Em determinado momento, o homem que faz as imagens conversa com um paciente do quarto. Ele pergunta se entra muito mosquito e pernilongo naquele quarto, já que o mosquiteiro está quebrado, e o paciente confirma.

O narrador denuncia ainda a falta de equipamentos em todos os andares, como é o caso de um aparelho de aferição de pressão. “Aqui tem um, mas não pode ser usado em outro paciente. A gente não pode tirar daqui. O pessoal tá passando álcool e limpando pra poder usar em outro quarto”, denuncia.

Batente de porta danificado no Hospital Mário Gatti em Campinas (SP) — Foto: Reprodução/EPTVBatente de porta danificado no Hospital Mário Gatti em Campinas (SP) — Foto: Reprodução/EPTV

Batente de porta danificado no Hospital Mário Gatti em Campinas (SP) — Foto: Reprodução/EPTV

Posição da prefeitura

Questionada, a prefeitura de Campinas informou que os profissionais do setor de engenharia só são acionados em casos de emergência e por isso não estavam no local. Quanto às dezenas de equipamentos parados na área, a posição é de que não serão mais utilizados pelo hospital e serão retirados.

Quanto aos aparelhos de aferição da pressão, a prefeitura informou que podem ser utilizados em mais de um paciente se higienizados corretamente, o que já está sendo feito pelos profissionais. Dessa forma, não há prejuízo aos pacientes.