Prefeito de Vinhedo é mantido no cargo após votação na Câmara

Prefeito de Vinhedo, Jaime Cruz. (Foto: Reprodução EPTV)

A Câmara de Vinhedo votou na noite desta quinta-feira (8) o pedido de cassação do prefeito Jaime Cruz (PSDB). A votação virou a madrugada e durou mais de 15 horas. O prefeito foi mantido no cargo.

A decisão só saiu após às 5h. Foram sete votos a favor da cassação e seis contra. Mas para que o prefeito fosse cassado o relatório final precisava da aprovação de ao menos nove dos 13 vereadores (dois terço do plenário).  
 
LEIA TAMBÉM 
TSE mantém presidente da Câmara no comando de Paulínia
Boletos vencidos podem ser pagos em qualquer banco
Receita abre nesta sexta-feira consulta ao sexto lote do IR
Déficit de professores em escolas públicas é rotina em Campinas
Sexta-feira com céu aberto e temperatura em elevação
Havan seleciona candidatos para vagas em Campinas

Além da denúncia de 400 páginas, foram lidos dois relatórios. Um da comissão processante pedindo a cassação do prefeito e o outro feito a parte pelo vereador Rubens Nunes, relator da comissão, sugerindo que a denúncia fosse encaminhada ao Ministério Público do Estado para que o MP tomasse a decisão.

A denúncia contra Jaime Cruz partiu de um morador da cidade. Apontava suposta irregularidades nas contas da Administração de 2015 reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado.

A história se arrasta desde maio quando a Justiça determinou que o pedido de cassação fosse votado na Câmara de Vinhedo. Em agosto o Legislativo abriu a Comissão Processante contra Jaime Cruz. Foram oito votos favoráveis e quatro contrários. A comissão teve 90 dias para fazer os relatórios votados. Agora o processo foi arquivado.