Home Entretenimento Curiosidades Ana Furtado exalta carinho de fãs após enfrentar câncer: ‘Me sinto fortalecida’

Ana Furtado exalta carinho de fãs após enfrentar câncer: ‘Me sinto fortalecida’

6 min read
Comentários desativados em Ana Furtado exalta carinho de fãs após enfrentar câncer: ‘Me sinto fortalecida’
0
18

Ana Furtado se emocionou com o carinho que recebeu dos fãs ao lembrar sua batalha contra o câncer de mama. A apresentadora do “É de Casa” encarou o duro diagnóstico em 2018 após um autoexame seguido de uma mamografia. “Muito emocionada com todas as mensagens que recebi esses dias. Me sinto renascida, fortalecida e muito grata por tudo. Obrigada a todos pelo carinho, torcida e pela energia positiva que sempre me mandam!”, disse em seu perfil no Instagram, nesta quinta-feira (21).

Veja também

Jornalista detalha como cabelo foi afetado por tratamento

Depois do tratamento contra a doença, Ana assumiu o cabelo curto e exibiu o novo visual nas redes sociais. “Há quase 1 ano recebi o diagnóstico de câncer de mama e uma revolução se iniciou na minha vida. Aprendi mais com a doença do que sofri. Mesmo a convivência com dores constantes, cansaço e dúvidas sobre o meu futuro não me impediram de trilhar um caminho com força, muita fé e coragem. Me superei diariamente. Conheci em mim uma força que não sabia que tinha. E, como qualquer paciente de câncer, tive temores e fraquezas. Começar a perder o cabelo foi um deles. Não podia controlar a queda. Eu, que sempre amei e cuidei dele. Aprendi que não temos controle sobre nada. Só Deus. E Ele sabe o que faz. E que tudo passa. Foram muitas as fases do meu cabelo. Perdi 30% na quimio, graças à touca de congelamento. Terminei o tratamento com mais uma vitória. Pude usar tiras de cabelo para dar o volume perdido e manter o meu visual de sempre – o que foi um dos fatores que mantiveram minha autoestima elevada e me fizeram passar por esse processo ainda mais confiante”, relatou.

Ana vai tomar medicação para evitar reincidência do câncer

Tomando pílulas de tamoxifeno para evitar a volta da doença, Ana avaliou a mudança nos fios. “Até que o Tamoxifeno chegou. O medicamento, que por 5 anos fará parte da minha rotina diária, inibiu repentinamente meus hormônios e atingiu em cheio o meu cabelo. De novo?!? Passados mais de 2 meses da última quimio, ele voltou a cair. Nesta terceira fase de tratamento recorri a mais tiras, ao mega e a tratamentos locais até o corpo entender o que acontecia e a queda cessar. Hoje tenho tipos e tamanhos de fios diferentes. Liso, ondulado e crespo. Curtos, médios e longos. Descobri isso após tirar tudo o que usava e me redescobri linda e pronta para mais uma mudança: assumir meu cabelo como ele é e como quer se apresentar. Foi importante pra mim manter minha imagem como sempre foi. Tive a oportunidade e fiz essa escolha. Agora é diferente. No meu último estágio de ‘reconfiguração’ reiniciarei minha vida livre e renovada. O corte curto é uma forma de agradecer ao meu cabelo por tudo. Por ter sido tão forte. E em retribuição dar a ele a chance de se renovar por completo. Renascer como eu. Devo isso a ele… Hoje reconheço no espelho uma guerreira vitoriosa, repaginada e feliz. Grata por estar viva e ter evoluído como pessoa”.

(Por Patrícia Dias)

Load More Related Articles
Load More By redação
Load More In Curiosidades
Comments are closed.

Check Also

Em dificuldade financeira, jovem tenta vender tocha olímpica por R$ 3 mil (Foto: Foto: JC Online)

Foto: JC Online Pessoas que circulam por algumas das principais ruas do Centro do Recife (…