Deborah Secco tem o rosto pintado pela filha, Maria Flor: ‘Salvou minha segunda’

Maria Flor, filha de Deborah Secco e Hugo Moura, é fã de pintura! Nesta segunda-feira (23), a menininha de dois anos pintou a mãe ao lado de amigos em um parquinho e disse que agora ela era o Hulk, personagem da Marvel. A atriz, que sempre compartilha momentos fofos com a filha, exibiu a “arte” da filha no Instagram: “Obrigada, Mulher Maravilha. Você salvou a minha segunda-feira!”. A intérprete da Karola, da novela “Segundo Sol”, ainda colocou a hashtag “partiu banho eterno”.

Veja também

Atriz lamenta distância por trabalho: ‘Vida pede jogo de cintura’

Atualmente no ar na trama de João Emanuel Carneiro, a atriz desabafou a respeito do tempo longe da filha por causa do trabalho. Em um longo texto em seu perfil, a artista disse que espera que a menina entenda sua profissão no futuro: “Fico pensando se é difícil pra você entender as ausências da mamãe. Eu sei que é difícil pra mim, quando o papaizinho me manda esses vídeos ou fotos e eu percebo que não estava aí. Mas quando você crescer você vai entender que a vida pede jogo de cintura, que a gente abre mão de momentos incríveis pra estar em outros momentos tão incríveis quanto, especialmente se você amar a profissão que escolher. Não só a minha vida privada ganhou mais sentido com você. Meu trabalho também ganhou mais importância porque você existe e quero que você possa sentir orgulho de quem sou. Que esses momentos únicos se multipliquem, e que essa sua mamãe aqui possa estar sempre junto. Mesmo que durante as novelas esse sempre seja “menos maior” do que sempre”.

Artista teme que menina sofra preconceito: ‘Filha da Deborah’

No elenco de “Segundo Sol” com a esposa, Hugo Moura admitiu que se sente pressionado por ser marido de Deborah. “Para mim, é um fardo muito grande, todo mundo espera muita coisa do marido da Deborah que é ator”, explicou no “Conversa com Bial”. Por causa disso, Deborah disse que teme que a filha passe pelo mesmo problema no futuro: “O meu único medo é que ela encare esse preconceito que o Hugo enfrentou. Essa barreira julgativa e tão taxativa de ‘marido da Deborah’ ou ‘filha da Deborah’. Eu queria que ela fosse rapidamente muito maior que eu. Porque sei que essa comparação é muito dura”.

(Por Tatiana Mariano)