Ewbank destaca amor dos pais por Títi no Dia dos Avós: ‘Me toca profundamente’

Em comemoração ao Dia dos Avós, celebrado nesta quinta-feira (26), Giovanna Ewbank fez uma declaração para os pais, Deborah Ewbank e Roberto Baldacconi, em seu Instagram. Em seu perfil, a mulher de Bruno Gagliasso destacou o amor dos pais por sua filha, Títi, de 5 anos: “Hoje é o dia dos avós. Meu pai uma vez me disse chorando: ‘Filha, nunca pensei que poderia sentir isso, mas o meu amor pela minha neta é maior do que todo o amor que eu já senti por você’ e isso me tocou profundamente. Antes de nos tornarmos pais, achamos que não existe amor maior no mundo do que o que sentimos pelos nossos pais, até que chegam os nossos filhos e aí sim conseguimos entender a real força da palavra amor!“.

Veja também

Apresentadora agradece os pais: ‘Por amarem mais a minha filha’

A youtuber finalizou a postagem mostrando gratidão pela relação dos pais com a menina, que tem se destacado por seus looks estilosos: “E ver esses dois grandes amores juntos, aprendendo, trocando e crescendo um com o outro me deixa profundamente emocionada. Já perdi as contas de quantas vezes chorei apenas observando meus grandes amores juntos, meus pais e minha filha! Obrigada, Deborah Ewbank e Roberto Baldacconi por serem os melhores avós do mundo, e por amarem mais a minha filha do que já puderam me amar! Amo vocês! E parabéns pelo seu dia”.

Youtuber se sente mais segura após ser mãe: ‘Grande mudança’

Em recente entrevista ao Purepeople, Ewbank contou que a maternidade trouxe transformações em sua forma de encarar o mundo: “Hoje tenho bem definido o que quero, o que sou e nada mais incomoda. Antes algumas coisas poderiam me incomodar e hoje nada mais incomoda muito. A minha grande mudança como mulher e como pessoa foi a maternidade. Isso que fez com o que eu me transformasse na área profissional e pessoal. Foi uma transformação interna que acabou e me mudou em muitos lugares. Eu poder fazer hoje o que eu gosto, o que eu quero, é uma liberdade muito boa. Faz muito bem para a gente. Isso também me deu uma segurança de me entender. De saber que as pessoas gostam da pessoa que eu sou, como eu sou, e quem não gosta, não acompanha o meu trabalho e está tudo certo”.

(Por Tatiana Mariano)