Simone e marido assumem que têm brigas no casamento: ‘Como qualquer outro casal’

Após a viagem para o México, Simone desembarcou nos Estados Unidos e tirou novamente um tempo para tirar a dúvida dos fãs, desta vez em relação ao casamento de cinco anos com o piloto Kaká Diniz. O empresário garantiu que os dois passam por atritos no relacionamento ao responder a pergunta de um internauta. “O povo está perguntando se a gente briga”, disse. “Tem horas que puxo o cabelo dele porque ele é muito teimoso”, divertiu-se a sertaneja. “A gente é um casal normal. A gente briga como qualquer outro. Não ache que todo casal é 100% perfeito porque não é não. Mas a gente se entende”, garantiu o empresário.

Piloto dá dica para manter casamento: ‘Respeito e concordância’

O piloto ainda entregou qual é o segredo para manter a união com a cantora: “Um conselho bem básico é ter Deus no relacionamento. O segundo é respeito e o terceiro é concordância. A gente tem nossas diferenças, nossas dificuldades, mas a gente sabe muito bem respeitar o espaço do outro”. Um seguidor questionou se o bom humor era um ponto forte do relacionamento e o piloto concordou: “O bom humor é um dos pontes fortes de qualquer um”.

Cantora entrega dificuldade para seguir dieta: ‘Sou irresponsável’

Recentemente, no Stories, a irmã de Simaria admitiu que tem dificuldade para manter dietas: “Eu fui em 500 mil profissionais da área de emagrecimento e não tive responsabilidade para encarar essa dieta e as outras que tiveram, que vinheram… Que irresponsabilidade! Paciência está pouca, vontade passou longe! Não sei o que fazer… Ou eu compro roupa com número maior. Daqui a pouco estou indo naquelas lojas que vendem big. Oh Deus, o que faço da minha vida? Me ajuda! Eu sei que você já me ajudou. Mas é porque sou irresponsável mesmo, Jesus! Você dá inicio a dieta, beleza, tranquilo, tranquilinho… Você vai num lugar e parece que o cão atenta: coloca na sua frente aquelas comidas, as mais deliciosas da vida. Quem é que resiste? ‘Ah, você tem que ser forte’. A gente, tenta ser forte mas não dá e a gente come”.

(Por Tatiana Mariano)