Thais Fersoza exalta Michel Teló como pai: ‘Sempre soube que seria maravilhoso’

Michel Teló ganhou uma homenagem neste domingo (12), dia em que é comemorado o Dia dos Pais. Mulher do sertanejo, Thais Fersoza enumerou as qualidades do músico, com quem tem Melinda, de 2 anos, e Teodoro, de 1, que combinou roupa com a irmã em festa de aniversário. “O que dizer de você como pai marido? Um exemplo! Quanta dedicação, quanto amor, cuidado e proteção! A sua entrega e dedicação me fazem admirá-lo ainda mais como homem e ser humano. Sempre querendo acertar, atento a educação deles (aquele pai que não é só para brincadeiras) lembro quando chegamos em casa com cada um deles e você totalmente seguro! Trocando fraldas, dando banho (sempre o primeiro banho foi seu!) e até hoje não importa o que aconteça você sempre está junto!”, disse a atriz.

Veja também

Apresentadora exalta cantor como pai

Thais também destacou a cumplicidade de Teló como pai. “Admiro demais seu jeito de lhe dar com eles… As coisinhas entre vocês que são só de vocês. Meu coração transborda de amor… Sempre soube que você seria um pai maravilhoso, mas você se supera a cada dia! O seu olhar pra eles, o seu sorriso com eles… Me emociona! Que sorte a Melinda e o Teodoro tem em ter você! A gente te ama! Quanto? Muito, infinito! Feliz dia dos pais, marido!”, desejou a apresentadora, premiada por seu canal no Youtube.

Atriz controla hábito de falar palavrão

Recentemente, Thais admitiu que fala palavrão quando está emocionada. Ela, no entanto, tenta mudar o hábito por causa das crianças, que são bastante companheiras: “Eu falo não muito, mas alguns palavrões certeiros assim, sabe? Eu falo! Eu já ouvi muitas pessoas falando ‘nossa, ela não fala palavrão’. Falo! Mer**, p**ta que pariu… Não é legal, eu estou me esforçando à beça para não falar por causa dos nenéns, eu não quero que eles me ouçam falando. Não acho bonito ficar falando. Não é uma coisa que eu ache ‘nossa, que legal’. Não é bonito de ouvir e nem de ver alguém falando palavrão. Muita gente acha que eu não falo palavrão, mas eu falo, sim, e até muito mais do que eu gostaria e muito mais do que eu deveria, mas estou me controlando para que os nenéns não falem também, para que eles não fiquem ouvindo isso e reproduzindo isso”.

(Por Patrícia Dias)