Manutti divulga clipe gravado na Argentina

O cantor mais “bruto” do sertanejo aposta novamente em um clipe “gringo”. Após o álbum “Assim que é”, gravado nos Estados Unidos, Manutti, desta vez, optou por explorar a América do Sul. Gravou o novo clipe em Buenos Aires, capital da Argentina, e mais uma vez com direção de vídeo de Jacques Junior.

O nome da nova música é “Bebura”. A faixa traz elementos do reggaeton, da música eletrônica e até mesmo do tango argentino, mas, sem fugir da essência do cantor. A produção musical é de Flávio Guedes, que soube encontrar a medida exata pra essa grande mistura.

Bebura:

É importante destacar que o Manutti é um dos poucos artistas da música sertaneja que grava absolutamente qualquer estilo musical. Vai do rock n roll à moda de viola, passando por reggaeton, batidão, vaneira. E consegue, de fato, interpretar com qualidade ritmos tão distantes.

MANUTTI
Manutti nasceu no interior do Estado de São Paulo e criado em uma fazenda na cidade de Rio Brilhante, no Estado do Mato Grosso do Sul. Desde garoto a música esteve presente em sua casa e em sua família, onde ouvia com seu pai, de Beatles a moda de viola. Seus primeiros acordes no violão foram em cima das polcas paraguaias, ritmo tradicional da fronteira. Depois começaram os primeiros ponteios na viola caipira onde o instinto mostrou o caminho do aprendizado.

Após a sua ida para Campo Grande/MS, conheceu os músicos e duplas locais, e quase que naturalmente nascia sua trajetória dentro da música. A primeira etapa foi com a dupla Rui Neto & Manutti, que se formou dentro do setor de agrárias da universidade onde estudavam. Neste período, gravaram dois trabalhos muito bem aceitos e com reconhecimento em todo o estado.

Mas, as coisas mudam e as estradas levam a caminhos diferentes. Foi assim, com este momento cantando como dupla. Uma breve pausa em sua carreira serviu para pontuar o que realmente sua música e sua verdade queriam expor. Voltando em 2015, em carreira solo, Manutti vem com seu novo trabalho intitulado “Voltei no Jogo”, auto explicativo, ousado e objetivo. São composições próprias e parcerias que permeiam as letras que contam histórias e retratam de um jeito forte e direto um pouco a personalidade do artista.

“Voltei no Jogo”, contou com a produção musical de Flávio Guedes, e participações inusitadas, como a de um DJ, Fialho, na música que dá nome ao disco. Manutti vem escrevendo o seu novo legado, deixando claro que voltou no jogo para virar a mesa e colocar boa música para tocar.

Para ouvir suas músicas e conhecer um pouco mais de Manutti, acesse o site www.manutti.com.br.

Fonte: Almanaque Sertanejo – Por Diego Vivan