Radialista Zé Bettio morre aos 92 anos

Locutor tornou-se conhecido por dar espaço para o sertanejo raiz, lançando no mercado nomes como Chitãozinho e Xororó e Milionário e José Rico

Por Estadão Conteúdo

access_time 28 ago 2018, 10h15 – Publicado em 28 ago 2018, 10h02

Zé Bettio, radialista que ajudou a lançar no mercado duplas sertanejas como Chitãozinho e Xororó e Milionário e José Rico, morreu na segunda-feira, 27, aos 92 anos. O corpo foi sepultado no Cemitério do Horto Florestal. De acordo com relatos, a família optou pela discrição nas cerimônias antes de divulgar a notícia para a imprensa.

Segundo o portal R7, Zé Bettio morreu na madrugada, em sua casa, no bairro Horto Florestal, zona norte de São Paulo.

Depois de uma breve carreira na música, ele assumiu o microfone da rádio Difusora de Guarulhos, meio por acaso, e depois, na Rádio Cometa, tornou-se conhecido ao colocar para tocar músicas sertanejas raiz e criar bordões como “acorda, joga água nele” e “gordo, ô gordo”.

Considerado o “radialista totem de todos os sertanejos”, ele também trabalhou na Rádio Capital e na Rádio Record, onde se aposentou em 2009 aos 81 anos. Em 2016, sofreu um AVC.