Rick e Renner e Gian e Giovani voltaram. O que eu acho?

Assina aí meu canal sobre música sertaneja =)

Decidi fazer uma postagem para responder a pergunta mais recorrente da semana: “o que você acha das voltas de Gian e Giovani e Rick e Renner”?

Aos que não souberam ainda, ambas as duplas estão de volta, vão soltar trabalhos novos e voltar para a estrada.

Os projetos “Cabaré” e “Clássico” confirmaram o que tanta gente já sabia: nem só de jovens artistas e novos fãs vive a música sertaneja, há espaço para todo tipo de artista e de público.

A união recente de Rick com Giovani, por mais que tenha sido curta, mostrou que há interesse neles, o desafio é sempre entender qual a maneira ideal de entregar isso ao público.

O retorno das duas duplas enfrenta certa falta de credibilidade. Será que Gian e Giovani não vão se desentender de novo, depois do que os dois disseram após a separação? Será que o Renner não vai aprontar de novo? Essa talvez seja a primeira questão a ser pensada.

E na minha opinião, já que o texto surgiu a partir da pergunta sobre o que eu acho, tenho ponto de vista bastante claro: acho muito positivo, bom para o sertanejo, mas desde que se pense em algo diferente do que se vinha fazendo antes das separações.

Se for pra tocar o barco como se tocava antes dos desentendimentos, creio que uma grande oportunidade será perdida.

Chitãozinho e Xororó são os maiores exemplos de que não há mal nenhum em insistir para que as novas gerações conheçam seus sucessos antigos. Regravaram seu melhor repertório com novatos, com veteranos, com orquestra, com mulheres, em versões mais jovens dentro de boate e, no final das contas, conseguiram se colocar no lugar merecido.

Recentemente, Cleiton e Camargo também anunciaram retorno, mas decidiram que a volta seria com um projeto de regravações de sucessos de Zezé di Camargo e Luciano. Vai dar certo? Ninguém pode dizer, mas as chances são bem maiores do que apenas mais um CD novo da dupla.

É importante que haja projetos. Não estou por dentro dos planos atuais das duas duplas, mas sei que amanhã, sexta (17), sai a canção “Seguir em frente”, marcando a retomada de Rick e Renner.

De qualquer maneira, resgatar canções antigas de olho em um público novo nunca foi má ideia, ainda mais quando falamos de duplas com repertório muito acima da média. Só lembrando que “Convite de casamento” já tem 20 anos e aquele DVD acústico de Rick e Renner, o melhor projeto da carreira deles, está completando 15.

Na minha cabeça, faz muito sentido que as novas gerações conheçam mais a história deles. Até mesmo Zezé e Luciano, por muitos anos resistentes a acústicos com grandes sucessos, decidiram fazer o deles (vai ser no final desse ano).

Acho que o melhor caminho é por aí.

Comente!