Villa Mix Portugal

No último sábado, dia 6 de outubro, foi realizada a primeira edição do Villa Mix na Europa.

A cidade escolhida foi Lisboa, capital de Portugal. Foi minha quarta cobertura na cidade. Estive em um show do João Bosco e Vinícius, em 2011, Maria Cecília e Rodolfo, também em 2011, e voltei em 2012 para acompanhar o estouro do “Ai se eu te pego”. Agora, fui ao Villa Mix.

A música brasileira de linha mais popular tem seu espaços nas rádios portuguesas, sem contar com o desempenho digital bastante positivo por lá.  

Nas quatro oportunidades em que acompanhei apresentações na capital, todas surpreenderam em relação ao número de ingressos vendidos.

O Villa Mix foi realizado na Altice Arena (Altice é uma empresa holandesa de telecomunicação e mídia), local com capacidade para 20 mil pessoas (incluindo arquibancada e quadra), e os ingressos se esgotaram com uma semana de antecedência.  

Foram seis apresentações: a cantora portuguesa Blaya, Kevinho, Jorge e Mateus, Safadão, Matheus e Kauan e Alok.  

Impressionante que parecia apenas mais um show no Brasil, com todo mundo cantando todas as músicas.  

Em 2017, segundo dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras de Portugal, mais de 85 mil brasileiros viviam em Portugal. Só no ano passado, com as notícias de que Portugal estava se recuperando economicamente, mais de 4 mil “brazucas”, como os portugueses gostam de falar, decidiram tentar a vida no país europeu.  

A maior parte do público, claro, era de brasileiros, mas não só residentes em Portugal. Diferentemente do que costuma acontecer, usou-se a estratégia de não fazer turnê nem com Jorge e Mateus nem com Matheus e Kauan na Europa em dias próximos.  

É muito comum tocar em Portugal, Bélgica, França, Londres e Suíça aproveitando a viagem (Kevinho e Safadão excursionaram). Isso ajudou com que brasileiros que morem em outros países fossem ao Festival.  

Conversei com o Safadão no retorno ao Brasil: “o Villa Mix foi incrível, um show realmente pra ficar na memória pro resto da vida, público brasileiro, público português, foi realmente muito especial tudo o que aconteceu. Tive oportunidade de tocar nessa turnê em Paris pela primeira, em Zurique, Portugal e Londres. Encontrei uma galera super atualizada, cantando inclusive nossas músicas novas, volto muito realizado. Foi bem positiva a nossa turnê”.  

Segundo Villa Mix fora do Brasil (o primeiro foi em Ciudad del Este, no Paraguai, em março), o VM Lisboa deve se repetir no ano que vem.

Comente!