Prefeitura faz campanha para ampliar adesão do comércio ao IPTU Zero

Prefeitura faz campanha para ampliar adesão do comércio ao IPTU Zero

Ao aderir ao programa, lojista pode aumentar faturamento, gerar emprego e renda para a cidade

A Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, realiza campanha junto ao comércio para ampliar a adesão dos lojistas ao Programa de Fortalecimento ao Comércio Local – IPTU Zero. Por meio do programa, a Prefeitura quer fortalecer a economia da cidade, gerar emprego e renda. Atualmente, 250 lojistas fazem parte da rede de estabelecimentos credenciados ao programa. Cerca de 20 mil pessoas já possuem o cartão IPTU Zero.

De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Hortolândia gera uma massa salarial mensal de, aproximadamente, R$ 247 milhões. Deste montante, somente R$ 40 milhões são utilizados no comércio da cidade. O restante, em torno de R$ 200 milhões, é utilizado pela população nos comércios de cidades vizinhas. Por meio do Programa IPTU Zero, a Administração quer ampliar a circulação de dinheiro no comércio local, o que resultaria numa economia mais forte, emprego e renda para os moradores.

Uma equipe de quatro pessoas, devidamente uniformizadas e identificadas, visitam os comércios para explicar como funciona o programa e os benefícios para o comerciante que participa da rede de lojistas do IPTU Zero.

 “A adesão do comércio ao programa é uma oportunidade para os lojistas ganharem mais clientes, aumentar o faturamento e, assim, gerar mais emprego e renda para a cidade”, afirma o diretor de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Amarantino Jesus de Oliveira.

Comerciantes e prestadores de serviços interessados em fazer parte da rede de lojistas do Programa de Fortalecimento do Comércio Local – IPTU Zero devem entrar em contato com a DDTotal, por meio dos telefones (19) 3512-9035 ou (19) 98377-1600 ou do site www.iptufacil.com.br  para agendar uma visita dos representantes da empresa.

Entenda como funciona

Ao utilizar o cartão IPTU Zero, os moradores acumulam créditos para quitar o imposto toda vez que consumirem na rede de lojas credenciadas.

Os créditos são gerados pelo percentual de desconto oferecido pelo lojista sobre o valor da compra. Metade dos créditos deve ser utilizada para a quitação do imposto, podendo chegar a 100% do valor. Da outra metade dos créditos, o consumidor poderá usar 40% como quiser nas lojas credenciadas. Os 10% restantes vão para o Fundo de Redistribuição de Renda.

Ao emitir o carnê do IPTU, a Prefeitura descontará automaticamente o valor acumulado durante o ano. Se o morador acumulou um valor igual ao do IPTU, estará isento do pagamento do imposto. Se for menor, pagará apenas a diferença. Caso seja maior, os créditos ficam acumulados para o ano seguinte. Quem ainda não tem o cartão IPTU Zero, pode retirá-lo na Prefeitura ou em um dos 189 pontos de distribuição informados no site www.iptufacil.com.br.