Prefeitura reúne juiz e moradores para discutir ocupação no Adelaide

Prefeitura reúne juiz e moradores para discutir ocupação no Adelaide

Reunião ocorrida no gabinete do prefeito Angelo Perugini contou com a participação dos vereadores Zaca e Gervásio

 

A Prefeitura de Hortolândia intermediou, nesta terça-feira (13/03), a reunião entre o juiz Luiz Mario More Domingues e o advogado de defesa dos ocupantes de apartamentos de um empreendimento particular no Jardim Adelaide. O encontro proposto pela Prefeitura, e que ocorreu no gabinete do prefeito Angelo Perugini, tratou da possibilidade de a Justiça prorrogar o prazo da ação de reintegração de posse dos imóveis ocupados por 136 famílias. 

 

Participaram da reunião os secretários Jonas Pereira de Lima (Habitação), Carlos Augusto Cesar (Governo), Ananias José Barbosa (Inclusão e Desenvolvimento Social) e Elke Gomes Veloso (Assuntos Jurídicos); os vereadores Edimilson Marcelo Afonso – Zaca (presidente da Câmara de vereadores) e Gervázio Pozza, além de cinco representantes dos moradores.

 

Durante o encontro, ficou definido que a Prefeitura realizará o cadastramento das famílias no Cadastro Único, a partir de segunda-feira (19/03). Após o procedimento, a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social fará uma triagem para avaliar quem tem direito de receber benefícios dos programas sociais concedidos pelos governos federal e estadual. O Cadastro é a porta de entrada para o Bolsa-Família e mais 19 programas sociais.

 

Os moradores vão entrar com recurso para evitar a reintegração e ficaram de buscar e apresentar um investidor para dar sequência ao empreendimento. Com a possível retomada das obras, a Prefeitura buscaria as medidas legais que possibilitariam uma solução para dívidas referentes a tributos municipais oriundos do imóvel ocupado.    

 

A Prefeitura busca recursos financeiros para investir em novos projetos que atendam a demanda de moradores de Hortolândia, cadastrados em programas habitacionais da Administração. No ano passado, foram entregues 576 apartamentos para famílias de baixa renda, por meio do Programa Minha Casa Minha Vida.