Connect with us
1º Festival de Boi-Bumbá - Uma celebração de Mestre Damasceno e a cultura marajoara 1º Festival de Boi-Bumbá - Uma celebração de Mestre Damasceno e a cultura marajoara

Notícias

1º Festival de Boi-Bumbá – Uma celebração de Mestre Damasceno e a cultura marajoara

Artigo

em

O Marajó, região rica em cultura e tradições, recebeu no último sábado (04) o primeiro Festival de Boi-Bumbá de Mestre Damasceno. Este evento reuniu diferentes representações desse folguedo popular, com destaque para a temática de acessibilidade trazida pelo boi Estrela Brilhante da ADPAS (Associação de Deficientes Pais e Amigos de Salvaterra).

A tradição do Boi-Bumbá

O Boi-Bumbá é uma tradição cultural que envolve música, dança e teatro. Para Mestre Damasceno, essa é uma arte que ele aprendeu desde criança e que continua a ensinar, mesmo com as dificuldades encontradas ao longo do caminho.

PUBLICIDADE

> ‘Essa foi a primeira brincadeira que eu aprendi, por isso, eu gosto muito. Infelizmente, não tem muito incentivo. As crianças não querem mais brincar, me dá até uma tristeza. Mas eu continuo insistindo porque não pode deixar a tradição acabar’, relata o artista marajoara.

Mestre Damasceno é uma figura respeitada na comunidade, com 50 anos dedicados à cultura popular. Tornou-se uma pessoa com deficiência aos 19 anos, após um acidente de trabalho. Mesmo assim, ele não deixou que isso o impedisse de continuar a desenvolver e compartilhar sua arte.

PUBLICIDADE

O Boi-Bumbá e a acessibilidade

O festival foi marcado por uma forte preocupação com a acessibilidade. O boi Estrela Brilhante da ADPAS, por exemplo, foi concebido com uma temática especial de acessibilidade e contou com a participação de crianças, jovens, idosos e pessoas com deficiência.

Além disso, o espaço do evento foi preparado para acolher pessoas com deficiência, pessoas com mobilidade reduzida, idosos e gestantes. Havia um espaço exclusivo para esse público, sinalizado e com suporte de dois monitores para assistência.

PUBLICIDADE

A programação do Festival

O festival começou com um cortejo cultural que saiu da frente da Câmara dos Vereadores e seguiu pelas ruas, até a casa do Mestre, no Bairro do Caju. O Búfalo Segredo das Meninas, idealizado por Mestre Damasceno há 36 anos, foi o anfitrião do evento.

Vários outros grupos se apresentaram durante o festival, como o Boi Primavera, Boi Estrela Brilhante, Boi Brinquedo, Boi Sete Estrelas, Boi Flor do Campo, Boi Ramalhete, Boi Pai do Campo, Boi Pimpão, Boi Garantido e o próprio Búfalo Segredo das Meninas.

PUBLICIDADE

A importância do festival

Este festival não só celebrou a rica cultura do Boi-Bumbá, mas também destacou a importância da inclusão e da acessibilidade. É uma demonstração de como a arte e a cultura podem ser ferramentas poderosas para a inclusão social.

O 1º Festival de Boi-Bumbá de Mestre Damasceno é um marco para a cultura marajoara e para o estado do Pará, mostrando que a tradição e a inovação podem caminhar juntas, e que a arte pode ser uma forma de inclusão e de resistência cultural.

PUBLICIDADE

Para mais informações, visite o site oficial do festival.

PUBLICIDADE

Este artigo foi escrito com base em informações fornecidas pelo G1 Pará e pela ADPAS. Todas as informações são de responsabilidade de seus respectivos autores.

Para informações adicionais, acesse o site

PUBLICIDADE
‘Este conteúdo foi gerado automaticamente a partir do conteúdo original. Devido às nuances da tradução automática, podem existir pequenas diferenças’.

Jornalista e editora do NHTV, um espaço onde trago as principais notícias do Brasil e do mundo. Minha paixão pelo jornalismo me motivou a criar este site, com o objetivo de oferecer informações precisas e imparciais sobre uma variedade de tópicos. Acredito no poder do jornalismo para informar, inspirar e capacitar as pessoas a compreenderem melhor nosso mundo em constante mudança. Agradeço por nos acompanhar e estou aqui para fornecer notícias confiáveis e relevantes.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE