Connect with us
A Chegada das Máquinas Agrícolas Chinesas ao Brasil - Uma Revolução na Agricultura Familiar A Chegada das Máquinas Agrícolas Chinesas ao Brasil - Uma Revolução na Agricultura Familiar

Notícias

A Chegada das Máquinas Agrícolas Chinesas ao Brasil – Uma Revolução na Agricultura Familiar

Artigo

em

Introdução

Entre novembro e dezembro, uma onda de tecnologia agrícola chinesa aportará em terras brasileiras. Equipamentos de última geração, como micro-tratores, roçadeiras, semeadeiras e plantadeiras, serão direcionados para áreas produtivas da agricultura familiar em quatro estados do Nordeste brasileiro: Ceará, Maranhão, Paraíba e Rio Grande do Norte.

A Destinação das Máquinas

São cerca de 30 máquinas que poderão ser aplicadas em aproximadamente 20 tipos de cultivos, beneficiando áreas que incluem assentamentos de trabalhadores rurais sem terra e áreas controladas por organizações da agricultura familiar, como o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Apodi, no Rio Grande do Norte.

PUBLICIDADE

A Unidade Demonstrativa Brasil-China de Máquinas Agrícolas

No município de Apodi será estabelecida a Unidade Demonstrativa Brasil-China de Máquinas Agrícolas, um espaço dedicado a testar e estudar o uso desses equipamentos em solo nordestino.

Parceria Internacional

Em 2022, o Consórcio Nordeste firmou um Memorando de Entendimento com representantes chineses do setor agrícola, incluindo o Instituto Internacional de Inovação de Equipamentos Agrícolas e Agricultura Inteligente da Universidade Agrícola da China e a Associação de Fabricantes de Máquinas Agrícolas da China.

PUBLICIDADE

O Objetivo do Acordo

O objetivo do acordo é proporcionar acesso a maquinário desenvolvido especificamente para a agricultura de pequena escala, como micro-tratores, roçadeiras, semeadeiras e plantadeiras. Alexandre Lima, coordenador da Câmara Temática da Agricultura Familiar do Consórcio Nordeste, ressalta a importância da parceria para a região, tendo em vista a desigualdade existente no Brasil nesta área.

Comparação entre Brasil e China

No Brasil, a agricultura familiar representa 77% de todos os estabelecimentos agrícolas, segundo o último Censo Agropecuário de 2017. Na China, os agricultores de pequena escala representam mais de 80% da agricultura, que também inclui cooperativas e empresas estatais.

PUBLICIDADE

A Mecanização Agrícola na China

A China priorizou a mecanização agrícola desde 1959, com o líder chinês Mao Zedong declarando que a solução fundamental para a agricultura residia na mecanização. Apesar disso, foi somente no final dos anos 70 que a mecanização avançou mais rapidamente, com medidas como isenção de impostos e subsídios à indústria.

O Papel Fundamental das Máquinas na Agricultura Chinesa

O uso de máquinas em terras agrícolas de pequena escala na China tem desempenhado um papel crucial para garantir a segurança alimentar e erradicar a pobreza no campo. Entre os motivos para a melhoria da renda rural está a redução dos custos de produção e a diversificação de empregos não diretamente relacionados à agricultura.

PUBLICIDADE

A Parceria com as Instituições Chinesas

A parceria com as instituições chinesas transcende o avanço na mecanização agrícola do Nordeste. Alexandre Lima ressalta que é um intercâmbio de conhecimento em relação às políticas públicas. Segundo ele, a China tem sido uma referência em fazer com que as políticas públicas cheguem às comunidades rurais.

A Chegada das Máquinas

Os três lotes de máquinas estão programados para chegar entre novembro e dezembro ao Brasil.

PUBLICIDADE

Conclusão

A chegada dessas máquinas marcará um novo capítulo na história da agricultura familiar no Brasil, trazendo novas possibilidades e perspectivas para o setor. Com a integração desses equipamentos à realidade agrícola brasileira, espera-se um aumento significativo na produtividade e na qualidade dos produtos agrícolas oriundos da agricultura familiar.

Para informações adicionais, acesse o site

PUBLICIDADE
‘Este conteúdo foi gerado automaticamente a partir do conteúdo original. Devido às nuances da tradução automática, podem existir pequenas diferenças’.

Jornalista e editora do NHTV, um espaço onde trago as principais notícias do Brasil e do mundo. Minha paixão pelo jornalismo me motivou a criar este site, com o objetivo de oferecer informações precisas e imparciais sobre uma variedade de tópicos. Acredito no poder do jornalismo para informar, inspirar e capacitar as pessoas a compreenderem melhor nosso mundo em constante mudança. Agradeço por nos acompanhar e estou aqui para fornecer notícias confiáveis e relevantes.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE