Connect with us
A Dura Realidade da Desumanização e a Esperança na Resistência A Dura Realidade da Desumanização e a Esperança na Resistência

Notícias

A Dura Realidade da Desumanização e a Esperança na Resistência

Artigo

em

O fenômeno da desumanização é um aspecto alarmante e recorrente na sociedade moderna. Através da análise de casos notórios, como retratado no filme ‘Assassinos da Lua das Flores’, podemos entender melhor como esse comportamento se manifesta e suas consequências devastadoras.

Desumanização: Um Olhar Inquietante

A desumanização ocorre quando uma pessoa ou grupo é privado de sua humanidade e tratado como um objeto. Esta prática cruel é muitas vezes um pré-requisito para atos de violência e barbárie.

PUBLICIDADE

> ‘A desumanização da vítima e do algoz são condições da barbárie perpetradas pelos cidadãos do bem.’

Observamos essa desumanização em ação em ‘Assassinos da Lua das Flores’, onde um marido apaixonado é capaz de destruir a família de sua esposa e até a própria amada por ganância.

PUBLICIDADE

Casamentos Inter-Raciais e Assassinatos

Essa desumanização é ainda mais evidente na prática comum de casamentos inter-raciais na época, cujo objetivo era herdar o dinheiro dos nativos osage, donos de terras ricas em petróleo. Esse desejo insaciável de riqueza levou a numerosos assassinatos, uma realidade cruel que o filme e o livro denunciam.

A Vilania Humanizada e a Destruição do Ser Amado

A destruição do ser amado por um motivo torpe é um aspecto perturbador da vilania humanizada. A mulher infiel, o filho gay, a filha trans, a amante grávida são aqueles que se atreveram a contrariar o desejo dos que diziam amá-los.

PUBLICIDADE

> ‘A história da humanidade é por demais eloquente para que acreditemos que haveria um povo melhor do que outro. Somos todos capazes de amar e de cometer os piores crimes.’

O Retorno da Guerra e a Massacre dos Osages

O personagem de Leonardo DiCaprio, um veterano da 1ª Guerra Mundial, é um exemplo notório dessa vilania humanizada. Como em toda guerra, inocentes são violados, mortos e mutilados em nome da patriotada fundamentalista.

PUBLICIDADE

A Sobrevivência Coletiva e a Visão de Futuro

Apesar da existência de povos mais sábios e de povos mais toscos, nossa cultura infelizmente caminha para a autodestruição com um sorriso maníaco nos lábios.

A Terra e os Subterrâneos de Marte

Os subterrâneos de Marte nos espreitam e os que lá chegarem terão a lembrança da exuberância da Terra como eterna tortura.

PUBLICIDADE

Dysphoria Mundi: o Som do Mundo Desmoronando

No último livro de Paul Preciado, ‘Dysphoria Mundi: o som do mundo desmoronando’ (Zahar, 2023), o autor aposta numa insurreição pacífica e inescapável de todos os que se veem à margem por não corresponderem ao diminuto círculo dos considerados humanos.

A Lógica Hierárquica que Deve Desmoronar

Segundo Preciado, os últimos não serão os primeiros, porque é a própria lógica hierárquica que deve desmoronar.

PUBLICIDADE

A Resistência ao Pior em Nós

O que nos mantém resistindo ao pior em nós? Esta é uma pergunta que só pode ser respondida individualmente, mas é crucial na luta contra a desumanização.

Obstinação em Lidar com o Estranho

Em meu caso, trata-se de uma obstinação em lidar com o estranho em mim, que cria efeitos de interesse pelo humano.

PUBLICIDADE

A Preferência pela Terra

Além disso, resisto porque prefiro a Terra. Embora o espaço possa nos oferecer novas oportunidades, nada pode substituir a beleza e a diversidade de nosso planeta natal.

Conclusão

A desumanização é uma realidade sombria, mas não inescapável. Através da resistência e da compreensão, podemos lutar contra essa tendência e trabalhar para uma sociedade mais justa e humana.

PUBLICIDADE

Assine para ter acesso completo ao conteúdo

Para informações adicionais, acesse o site

PUBLICIDADE
‘Este conteúdo foi gerado automaticamente a partir do conteúdo original. Devido às nuances da tradução automática, podem existir pequenas diferenças’.

Jornalista e editora do NHTV, um espaço onde trago as principais notícias do Brasil e do mundo. Minha paixão pelo jornalismo me motivou a criar este site, com o objetivo de oferecer informações precisas e imparciais sobre uma variedade de tópicos. Acredito no poder do jornalismo para informar, inspirar e capacitar as pessoas a compreenderem melhor nosso mundo em constante mudança. Agradeço por nos acompanhar e estou aqui para fornecer notícias confiáveis e relevantes.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE