Connect with us
A Nuvem Tóxica que Assola o Amazonas - Um Relato Sobre a Crise Ambiental A Nuvem Tóxica que Assola o Amazonas - Um Relato Sobre a Crise Ambiental

Notícias

A Nuvem Tóxica que Assola o Amazonas – Um Relato Sobre a Crise Ambiental

Artigo

em

Introdução

Nos últimos dois meses, a região do Amazonas tem sofrido com uma nuvem de fumaça proveniente de queimadas. Este fenômeno tem levado a população a retomar o uso de máscaras, uma proteção que se tornou comum durante a pandemia de covid-19.

A Origem da Nuvem de Fumaça

De acordo com o Sistema Eletrônico de Vigilância Ambiental da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), a região tem presenciado sucessivos recordes de péssima qualidade no ar. Diante desta situação, tanto o governo local quanto o federal têm sido pressionados a tomar providências mais efetivas para conter o avanço do fogo na região da floresta.

PUBLICIDADE

Os Efeitos da Fumaça na População

Relatos de moradores da região evidenciam os efeitos da fumaça. Raely Cardoso, uma estudante que vive em Manacapuru e estuda em Manaus, é asmática e conta que já sofria com a fumaça antes mesmo de a nuvem tóxica se instalar na capital. Ela afirma que em algumas ocasiões, chegou a usar duas máscaras, uma sobre a outra, para tentar amenizar os sintomas.

Outro morador da região, Matheus Vasconcelos, psicólogo esportivo, relata que teve de trabalhar de máscara devido à densidade da fumaça. Ele conta que a situação tem prejudicado o setor esportivo, uma vez que os profissionais e atletas ficam mais expostos ao ar.

PUBLICIDADE

Aumento nos Atendimentos Médicos

A médica pneumologista Joyce Matsuda, que trabalha na rede pública estadual, diz que tem percebido aumento de atendimentos ligados a doenças respiratórias. Segundo ela, muitas queixas estão relacionadas a pessoas que, em face da exposição à fumaça, começam a apresentar crises de asma, mesmo que a condição estivesse anteriormente controlada.

O médico pneumologista Daniel Luniere destaca que a exposição prolongada a fumaças derivadas da queima de material vegetal agrava sintomas respiratórios e pode causar desconforto torácico, falta de ar, irritação na garganta e rouquidão, além de sintomas relacionados à via aérea superior, como espirros, nariz ressecado e sangramento nasal.

PUBLICIDADE

Resposta das Autoridades de Saúde

Questionada sobre o aumento de atendimentos, a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas afirmou não ter registrado aumento nos últimos dias, mas reforçou a orientação para que a população tome cuidados, como o uso de máscara e a manutenção da hidratação. Além disso, a secretaria orientou a adoção do uso de umidificadores de ar ou recipientes com água para melhorar a umidade do ar.

Recorde de Incêndios

Em outubro, o Amazonas registrou 3.858 focos de incêndio, o pior número desde o início da série histórica, iniciada em 1998, de acordo com dados do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). As áreas mais afetadas estão localizadas nos municípios de Careiro e Autazes, região metropolitana de Manaus, e no Sul do Estado, no chamado ‘Arco do Fogo’, na divisa com Acre, Rondônia e Pará.

PUBLICIDADE

Ação do Governo

Na tentativa de combater os focos de incêndio, o governo do Amazonas, em parceria com o Ibama e o ICMBio, tem atuado na região com 270 brigadistas, divididos em bases avançadas distribuídas nos municípios de Autazes, Careiro da Várzea, Careiro, Iranduba e Manaquiri.

A Crise Ambiental e a Política

Durante evento em Manaus, a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, transferiu para o Congresso Nacional parte da responsabilidade pela crise ambiental na região. Ela pediu pressa para a aprovação do Projeto de Lei 1.818/2022, que institui a Política Nacional de Manejo Integrado do Fogo.

PUBLICIDADE

Conclusão

A situação atual no Amazonas demonstra a urgência de medidas efetivas para combater as queimadas e preservar a floresta. Além disso, fica evidente a necessidade de políticas que orientem o uso do fogo no meio rural, visando a proteção da população e do meio ambiente.

Para informações adicionais, acesse o site

PUBLICIDADE
‘Este conteúdo foi gerado automaticamente a partir do conteúdo original. Devido às nuances da tradução automática, podem existir pequenas diferenças’.

Jornalista e editora do NHTV, um espaço onde trago as principais notícias do Brasil e do mundo. Minha paixão pelo jornalismo me motivou a criar este site, com o objetivo de oferecer informações precisas e imparciais sobre uma variedade de tópicos. Acredito no poder do jornalismo para informar, inspirar e capacitar as pessoas a compreenderem melhor nosso mundo em constante mudança. Agradeço por nos acompanhar e estou aqui para fornecer notícias confiáveis e relevantes.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE