Connect with us
Advogado e Filha São Condenados por Apropriação Indébita em Jaraguá do Sul Advogado e Filha São Condenados por Apropriação Indébita em Jaraguá do Sul

Notícias

Advogado e Filha São Condenados por Apropriação Indébita em Jaraguá do Sul

Artigo

em

1. Introdução

Em uma situação intrigante e preocupante, um advogado e sua filha foram condenados por apropriação indébita em Jaraguá do Sul. Este caso serve como um aviso para todos nós sobre a importância de escolher um advogado confiável e honesto.

2. O Crime

No mês de junho de 2018, o advogado se apropriou de R$ 41.748,74 que pertencia a um cliente. Este valor era o resultado de uma ação bem-sucedida de concessão de auxílio-doença que o advogado havia realizado para o cliente.

PUBLICIDADE

3. O Papel da Filha

A filha do advogado foi usada como ‘laranja’ na trama. Ela apareceu como sócio-administradora e proprietária ‘de direito’ da conta bancária empresarial na qual o dinheiro foi depositado.

4. Como Foi Descoberto

O cliente, desconfiado, foi até a Caixa Econômica Federal e confirmou todo o esquema. A gerente do banco confirmou que havia feito o pagamento ao advogado, que alegou que o cliente precisava de medicamentos e estava em tratamento.

PUBLICIDADE

5. A Vítima

A vítima, que realmente tinha cirurgia marcada e fazia uso de medicamento de alto custo, contava com esse valor. Sem o recurso, precisou suspender a intervenção prevista.

6. O Julgamento

Em juízo, na fase inicial do processo, o acusado permaneceu em silêncio, e a filha afirmou desconhecer o nome da empresa e a vítima. No entanto, a sentença destacou que a materialidade e a autoria do crime foram demonstradas no boletim de ocorrência e documentos anexos.

PUBLICIDADE

7. A Pena do Advogado

Ao advogado foi imposta a pena de dois anos e quatro meses de reclusão em regime inicial fechado, mais pagamento da pena pecuniária de 22 dias-multa. Foi negado o direito de substituir a pena privativa de liberdade por restritiva de direitos ou o benefício da suspensão condicional da pena.

8. A Pena da Filha

A filha recebeu uma pena de um ano e quatro meses de reclusão, mais pagamento da pena pecuniária de 13 dias-multa. No entanto, a pena corporal foi substituída por duas restritivas de direitos: limitação de fins de semana pelo tempo da condenação e prestação pecuniária de dois salários mínimos.

PUBLICIDADE

9. O Direito de Recorrer

Aos réus foi concedido o direito de recorrer em liberdade. Ainda não se sabe se eles vão recorrer da decisão.

10. Conclusão

Este caso é um lembrete sério da importância de escolher um advogado de confiança. A vítima neste caso confiou na pessoa errada e pagou um preço alto por isso. Esperamos que este caso sirva como um aviso para todos nós.

PUBLICIDADE

11. Recurso

Para mais informações sobre este caso, você pode acessar o site do tribunal aqui.

12. Contato

Se você acredita que foi vítima de apropriação indébita ou qualquer outro tipo de fraude, entre em contato com a polícia local ou com o Ministério Público.

PUBLICIDADE

Nota: Este artigo foi escrito com base em fatos divulgados pelo tribunal. Todas as informações foram coletadas de fontes públicas e consideradas confiáveis. No entanto, a veracidade dos fatos não pode ser garantida 100%.

Para informações adicionais, acesse o site

PUBLICIDADE
‘Este conteúdo foi gerado automaticamente a partir do conteúdo original. Devido às nuances da tradução automática, podem existir pequenas diferenças’.

Jornalista e editora do NHTV, um espaço onde trago as principais notícias do Brasil e do mundo. Minha paixão pelo jornalismo me motivou a criar este site, com o objetivo de oferecer informações precisas e imparciais sobre uma variedade de tópicos. Acredito no poder do jornalismo para informar, inspirar e capacitar as pessoas a compreenderem melhor nosso mundo em constante mudança. Agradeço por nos acompanhar e estou aqui para fornecer notícias confiáveis e relevantes.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE