Connect with us
Alunas de escola privada em Recife denunciam propagação de 'nudes' falsos criados com inteligência artificial; polícia investiga Alunas de escola privada em Recife denunciam propagação de 'nudes' falsos criados com inteligência artificial; polícia investiga

Notícias

Alunas de escola privada em Recife denunciam propagação de ‘nudes’ falsos criados com inteligência artificial; polícia investiga

Artigo

em

Caso de Recife

Segundo o Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA), um caso alarmante de manipulação de imagens de meninas foi confirmado na terça-feira (7). As vítimas são alunas do Colégio Marista São Luís, localizado no bairro das Graças, na Zona Norte do Recife.

Denúncia e Investigação

A escola recebeu a denúncia na segunda-feira (6), onde as estudantes afirmam que as imagens foram adulteradas com auxílio de inteligência artificial. Embora a idade das vítimas e o número exato não tenham sido divulgados, estimativas de estudantes que preferiram não se identificar apontam para cerca de 30 a 40 vítimas, a maioria estudantes do 9º ano do ensino fundamental, com idades entre 13 e 14 anos.

PUBLICIDADE

Ação da Escola

O colégio, procurado pelo G1, declarou que orientou e prestou assistência às famílias das vítimas, além de acompanhar os familiares para registrar queixa na Delegacia de Apuração de Atos Infracionais (Depai), localizada no bairro da Boa Vista, área central da cidade. A escola também fez denúncia ao Conselho Tutelar e reforçou seu compromisso em apurar o ocorrido internamente, aplicar rigorosamente as sanções disciplinares previstas no regimento escolar, auxiliar nas investigações policiais e realizar campanhas de esclarecimento sobre o uso de redes sociais e ferramentas de inteligência artificial, além de prevenção ao bullying e ciberbullying.

Medidas Sociodisciplinares Aplicadas

Em um comunicado enviado por e-mail aos pais e responsáveis dos estudantes da escola, o Marista informou que aplicou aos alunos envolvidos na infração ‘medidas sociodisciplinares previstas em regimento’ e que ‘atendeu as famílias de cada um desses estudantes, informando-as sobre as medidas cabíveis aplicadas’. O comunicado é assinado pelo diretor, Maicon Donizete Andrade Silva e não detalha que medidas são essas.

PUBLICIDADE

# Postura da Polícia Civil

A Polícia Civil, por sua vez, afirmou que outras informações sobre as denúncias não serão divulgadas para ‘não prejudicar as investigações em curso’. O Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) prevê, no Art. 241C, que é crime ‘simular a participação de criança ou adolescente em cena de sexo explícito ou pornográfica por meio de adulteração, montagem ou modificação de fotografia, vídeo ou qualquer outra forma de representação visual.”

Caso no Rio de Janeiro

No Rio de Janeiro, ocorreu um caso semelhante onde estudantes foram vítimas do mesmo tipo de crime. Mais de 20 alunas já foram ouvidas pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA), desde sexta-feira (3). A maioria é do Colégio Santo Agostinho, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste.

PUBLICIDADE

Ação da Polícia

Se confirmada a autoria do ato infracional, os responsáveis responderão como menores infratores por crimes previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), podendo receber uma medida socioeducativa, ficando até três anos em alguma unidade de socioeducação e privados da liberdade.

– – –

PUBLICIDADE

Nota: Este artigo é um trabalho puramente informativo, não pretendendo, de forma alguma, fomentar ou incentivar a prática de qualquer tipo de atividade ilegal. As informações aqui contidas são de natureza pública e foram obtidas através de fontes públicas.

VÍDEOS: mais vistos de Pernambuco nos últimos 7 dias.

PUBLICIDADE

Link para a notícia original

Para informações adicionais, acesse o site

PUBLICIDADE
‘Este conteúdo foi gerado automaticamente a partir do conteúdo original. Devido às nuances da tradução automática, podem existir pequenas diferenças’.

Jornalista e editora do NHTV, um espaço onde trago as principais notícias do Brasil e do mundo. Minha paixão pelo jornalismo me motivou a criar este site, com o objetivo de oferecer informações precisas e imparciais sobre uma variedade de tópicos. Acredito no poder do jornalismo para informar, inspirar e capacitar as pessoas a compreenderem melhor nosso mundo em constante mudança. Agradeço por nos acompanhar e estou aqui para fornecer notícias confiáveis e relevantes.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE