Connect with us
Aumento na Vazão dos Rios Iguaçu e Paraná - Impactos e Respostas Aumento na Vazão dos Rios Iguaçu e Paraná - Impactos e Respostas

Notícias

Aumento na Vazão dos Rios Iguaçu e Paraná – Impactos e Respostas

Artigo

em

Por favor, note que este artigo é baseado em eventos reais, porém todas as informações e dados foram reinterpretados e reescritos para garantir originalidade.

1. A Intensificação das Chuvas

A última quinta-feira (2) marcou o retorno de fortes precipitações, causando o aumento da vazão nos Rios Iguaçu e Paraná. Foi observado um grande índice pluviométrico em diversos segmentos do Rio Iguaçu e também na área incremental do Rio Paraná, que abastece o reservatório da usina de Itaipu. Consequentemente, a vazão aumentou na região da Ponte da Amizade, fronteira entre Brasil e Paraguai. No entanto, estes valores deverão se estabilizar com a previsão de bom tempo e queda na temperatura no fim de semana.

PUBLICIDADE

2. Dados Pluviométricos

Nos últimos sete dias, a região de Foz do Iguaçu registrou aproximadamente 360 milímetros de chuva. A média para o mês de outubro é de 250 milímetros, valor este que foi excedido em grande escala nos últimos dias, corroborando as previsões da Comissão Especial de Cheia (CEC) de Itaipu.

3. Ação da Comissão Especial de Cheia (CEC)

A CEC, composta por profissionais brasileiros e paraguaios de diferentes áreas da empresa, continua mobilizada para garantir a segurança da barragem, fornecer assistência às famílias afetadas pelas inundações, mitigar os impactos na população ribeirinha e manter a normalidade no fornecimento de energia elétrica para o Brasil e o Paraguai.

PUBLICIDADE

4. Impactos nas Moradias

Aproximadamente 500 residências foram impactadas nas cidades fronteiriças. O bairro mais atingido foi o San Rafael, em Ciudad del Este. A Itaipu alerta que ainda é prematuro para as pessoas abrigadas em refúgios retornarem para suas casas. Grande parte delas permanece em albergues mantidos pela Itaipu e prefeituras locais.

5. Ação de Voluntários

Voluntários de Responsabilidade Social, Corpo de Bombeiros da Itaipu e Defesa Civil, entre outros órgãos, estão trabalhando para auxiliar as famílias que foram removidas das áreas vulneráveis a inundações.

PUBLICIDADE

6. Produção de Energia

Na sexta-feira (3), a vazão na usina de Itaipu atingiu 8.152 metros cúbicos de água por segundo (m³/s), o equivalente a seis vezes a vazão normal das Cataratas do Iguaçu. Este volume deve diminuir gradualmente até chegar ao patamar dos 1,5 mil (m³/s) já neste sábado (4). Para minimizar o impacto da cheia do Iguaçu, que deverá registrar novo pico na tarde de sábado, a vazão defluente de Itaipu será reduzida.

7. Previsão para o Vertedouro

O vertedouro deve permanecer aberto até o dia 10 de novembro, pois a afluência deverá cair dos atuais 19 mil m³/s para 11 m³/s no domingo (12).

PUBLICIDADE

8. Cota do Rio Paraná

A produção de energia da usina está em torno de 11 mil megawatts médios. A cota do rio Paraná na região da Ponte da Amizade subiu de 116,2 metros para 117 metros acima do nível do mar. Não há previsão de aumento significativo do nível do rio naquele ponto nos próximos dias.

9. Níveis do Rio

No pico das cheias na semana passada, devido ao represamento do Rio Iguaçu pelo Paraná, o nível chegou a 119,11 metros. O nível médio do Rio Paraná, naquela região, vai até 101,66 metros. A partir de 105,60m a 107,99m, começa o índice próximo a inundações. Atualmente, a cota está 16 metros acima do normal.

PUBLICIDADE

10. Palavras do Coordenador da CEC

Para Paulo Zanelli Junior, coordenador da CEC e gerente de Departamento de Operação do Sistema da Itaipu, a esperança é que o pior já tenha passado. Segundo ele, graças às estratégias adotadas pela comissão, em parceria com outros órgãos municipais, a Itaipu tem conseguido manter um equilíbrio entre armazenamento de água, produção de energia e redução de impactos para as famílias ribeirinhas.

11. Função da Usina de Itaipu

A usina de Itaipu é uma hidrelétrica que funciona a fio d’água, com um reservatório pequeno, proporcionalmente à sua capacidade de produção de energia elétrica. A água que chega das cerca de 50 usinas localizadas a montante do Rio Paraná é usada para a geração de energia.

PUBLICIDADE

12. Boletins Hidrológicos

A binacional emite boletins hidrológicos diários, que são repassados aos órgãos de Defesa Civil do Brasil e do Paraguai e podem ser consultados aqui.

Este artigo foi escrito com base em informações disponíveis até a data de publicação. Eventos futuros podem alterar as circunstâncias descritas acima.

PUBLICIDADE

Para informações adicionais, acesse o site

‘Este conteúdo foi gerado automaticamente a partir do conteúdo original. Devido às nuances da tradução automática, podem existir pequenas diferenças’.
PUBLICIDADE

Jornalista e editora do NHTV, um espaço onde trago as principais notícias do Brasil e do mundo. Minha paixão pelo jornalismo me motivou a criar este site, com o objetivo de oferecer informações precisas e imparciais sobre uma variedade de tópicos. Acredito no poder do jornalismo para informar, inspirar e capacitar as pessoas a compreenderem melhor nosso mundo em constante mudança. Agradeço por nos acompanhar e estou aqui para fornecer notícias confiáveis e relevantes.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE