Connect with us
Bioparque Pantanal - Um olhar sobre a vida subaquática na escuridão Bioparque Pantanal - Um olhar sobre a vida subaquática na escuridão

Notícias

Bioparque Pantanal – Um olhar sobre a vida subaquática na escuridão

Artigo

em

A vida marinha é repleta de mistérios e encantos, tudo isso pode ser observado no complexo de aquários do Bioparque Pantanal, localizado em Campo Grande. Aqui, iremos explorar a rotina nocturna desses animais e a chegada de novos habitantes.

A escuridão como parte do bem-estar animal

Em certos momentos do dia, quando não há visitantes, as luzes do complexo são desligadas. Mas não, isso não é para economizar energia. O Bioparque Pantanal aplica essa prática pensando no bem-estar de seus habitantes.

PUBLICIDADE

Por que as luzes são desligadas?

Segundo o Bioparque Pantanal, a decisão de apagar as luzes do tanque Neotrópico, um túnel de água habitado por peixes e arraias, é movida por questões de bem-estar animal. Isso visa proporcionar um ambiente mais confortável para os animais que vivem nesse e em outros recintos do complexo.

Vida na escuridão

Com as luzes apagadas, o complexo ganha um aspecto mágico. Alguns peixes até parecem brilhar no escuro, criando um cenário encantador.

PUBLICIDADE

Novos habitantes no tanque da sucuri Gaby

O tanque de Gaby, uma sucuri que vive no Bioparque Pantanal, recentemente ganhou novos moradores. Mas não se preocupe, não são novas sucuris. São peixinhos que agora fazem companhia para a solitária e antissocial cobra.

A importância dos novos moradores

Os novos habitantes do tanque de Gaby têm um papel importante no bem-estar da sucuri. Eles foram introduzidos para proporcionar um ambiente mais próximo do natural para a cobra.

PUBLICIDADE

> ‘Os peixes foram colocados no recinto da Gaby para que ela fique ainda mais próxima do ambiente natural, pois como a espécie nada bastante nos rios, tem contato com esses animais. Eles fazem parte do ecossistema que ela habita. Eles também foram colocados para causar estímulos de comportamentos naturais’, explicou Carla Kovalski, Bióloga-chefe do Bioparque Pantanal.

Segurança para os novos habitantes

A sucuri não tem interesse em se alimentar desses peixes. Segundo Kovalski, os peixes são muito pequenos e não condizem com seus hábitos alimentares. Portanto, eles estão seguros no recinto.

PUBLICIDADE

Conclusão

O Bioparque Pantanal é um lugar de aprendizado e conservação, onde o bem-estar animal é sempre prioridade. Seja na escuridão dos tanques ou na companhia de novos habitantes, a vida subaquática no complexo é sempre um espetáculo à parte.

Está interessado em aprender mais sobre o Bioparque Pantanal ou tem algo interessante para compartilhar? Entre em contato conosco pelo WhatsApp ou participe do nosso grupo no Facebook! Você também pode nos seguir no Instagram e no TikTok para atualizações regulares.

PUBLICIDADE

Para informações adicionais, acesse o site

‘Este conteúdo foi gerado automaticamente a partir do conteúdo original. Devido às nuances da tradução automática, podem existir pequenas diferenças’.
PUBLICIDADE

Jornalista e editora do NHTV, um espaço onde trago as principais notícias do Brasil e do mundo. Minha paixão pelo jornalismo me motivou a criar este site, com o objetivo de oferecer informações precisas e imparciais sobre uma variedade de tópicos. Acredito no poder do jornalismo para informar, inspirar e capacitar as pessoas a compreenderem melhor nosso mundo em constante mudança. Agradeço por nos acompanhar e estou aqui para fornecer notícias confiáveis e relevantes.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE