Connect with us
Crítica ao Programa Avança Pará - Uma visão sob o olhar do Bispo Emérito Dom José Luís Azcona Crítica ao Programa Avança Pará - Uma visão sob o olhar do Bispo Emérito Dom José Luís Azcona

Notícias

Crítica ao Programa Avança Pará – Uma visão sob o olhar do Bispo Emérito Dom José Luís Azcona

Artigo

em

Introdução

O Programa Avança Pará é um projeto de grande escala, apoiado pelo governo estadual em parceria com o Banco Mundial, e aprovado pela Assembleia Legislativa do Pará (Alepa). No entanto, o programa tem sido alvo de críticas fervorosas, especialmente pelo Bispo Emérito Prelado do Marajó, Dom José Luís Azcona Hermoso. As críticas estão principalmente concentradas na falta de transparência na contratação de um empréstimo de $280 milhões e na ausência de consulta popular para definir prioridades e necessidades da população marajoara.

Críticas ao Programa Avança Pará

Assistencialismo x Desenvolvimento

Dom Azcona argumenta que o Programa Avança Pará é assistencialista e mantém a população na pobreza. Ele considera que o Estado atua como o ‘grande padrinho’, mantendo o povo marajoara em uma constante dependência.

PUBLICIDADE

> ‘O Programa Avança Pará é uma ação de ‘escravização assistencialista’. Ele questiona se a Amazônia não está sendo vendida ao Banco Mundial com efeitos desconhecidos para o futuro, usando o Marajó como uma moeda desvalorizada e depreciada’.

A Falta de Transparência e Consulta Popular

O Bispo Emérito critica a falta de consulta popular e transparência na contratação do empréstimo de $280 milhões. Ele sustenta que o programa foi elaborado nas ‘sombras’ do governo do Estado, do Banco Mundial e da Alepa, sem nenhuma consideração pelas reais necessidades do povo marajoara.

PUBLICIDADE

> ‘O Programa AP é construído exclusivamente por um determinado grupo social e institucional, completamente alienado ao Marajó e à sua vocação histórica’

A Falta de Respeito pela Constituição

Dom Azcona questiona por que o Estado do Pará não cumpre as Constituições Estadual e Federal em relação ao Marajó. Ele destaca a ausência de uma Defensoria Pública no Marajó, um órgão essencial para a orientação jurídica e a defesa dos necessitados.

PUBLICIDADE

> ‘Por que não construir a casa antes de começar com a limpeza da mesma? Por que o Estado do Pará não começa de uma vez a cumprir a Constituição Estadual e Federal com relação a Marajó?’

O Programa de Combate à Fome

Ação Assistencialista x Desenvolvimento Sustentável

Dom Azcona critica a abordagem do programa em relação à fome no Marajó. Ele afirma que os $100 milhões destinados à luta contra a fome serão usados de maneira assistencialista, apenas aliviando a fome momentaneamente.

PUBLICIDADE

> ‘Quando o recurso terminar, a fome se perpetuará e a insegurança alimentar e social se eternizará entre nós. Assim acontecendo, o Marajó perderá o trem da história para sempre’

Ele acredita que o Marajó precisa de desenvolvimento, o que só é possível através da geração de emprego e de renda.

PUBLICIDADE

Sugestões para um Programa mais Eficiente

Dom Azcona sugere que os $100 milhões sejam investidos na produção agrícola sustentável, na pesca, na industrialização e no turismo. Ele acredita que essas seriam maneiras mais sustentáveis e dignas de combater a fome no Marajó.

> ‘Desde o açaí (Agricultura), peixe (Pesca) e Turismo através da criação de emprego abundante, Marajó conservará com dignidade e desenvolverá no presente e no futuro sua identidade subjetiva e social’

PUBLICIDADE

Conclusão

A crítica de Dom Azcona ao Programa Avança Pará destaca a necessidade de desenvolvimento sustentável, em vez de assistencialismo. A falta de transparência e consulta popular e o desrespeito pela Constituição são questões sérias que precisam ser abordadas. O desenvolvimento sustentável através da criação de empregos e da geração de renda, juntamente com o investimento em produção agrícola sustentável, pesca, industrialização e turismo, são maneiras mais eficazes de combater a fome e a pobreza no Marajó, garantindo um futuro melhor para a população marajoara.

Para informações adicionais, acesse o site

PUBLICIDADE
‘Este conteúdo foi gerado automaticamente a partir do conteúdo original. Devido às nuances da tradução automática, podem existir pequenas diferenças’.

Jornalista e editora do NHTV, um espaço onde trago as principais notícias do Brasil e do mundo. Minha paixão pelo jornalismo me motivou a criar este site, com o objetivo de oferecer informações precisas e imparciais sobre uma variedade de tópicos. Acredito no poder do jornalismo para informar, inspirar e capacitar as pessoas a compreenderem melhor nosso mundo em constante mudança. Agradeço por nos acompanhar e estou aqui para fornecer notícias confiáveis e relevantes.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE