Connect with us
Impacto das Queimadas no Amapá - Uma análise do clima e da saúde Impacto das Queimadas no Amapá - Uma análise do clima e da saúde

Notícias

Impacto das Queimadas no Amapá – Uma análise do clima e da saúde

Artigo

em

A intensidade das queimadas no Amapá, agravada pelo calor excessivo, tende a prosseguir até dezembro, segundo o Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas do Amapá (Iepa).

1. Previsão climática para Novembro

O boletim climático do Iepa prevê que a estiagem atual, que inclui a baixa precipitação pluvial e o aumento de queimadas, deve se manter similar ao panorama do mês de outubro. As áreas mais afetadas são os municípios de Oiapoque, Calçoene e diversas regiões rurais.

PUBLICIDADE

2. O Pico de Incêndios em Outubro

Durante os últimos dias de outubro, o estado vivenciou um pico de 2007 focos de incêndio. Este é considerado o maior registro durante o período de estiagem no Amapá.

> ‘Parece neblina no Centro de Macapá, mas é fumaça de focos de incêndio de vegetação’ – Relato de um morador local.

PUBLICIDADE

3. O Impacto na Saúde Humana

Os efeitos adversos das queimadas não se limitam ao meio ambiente. Moradores do Amapá têm relatado problemas de saúde relacionados à fumaça dos incêndios.

3.1. Caso de Maria Paula

Maria Paula, uma residente do centro de Macapá, relata que a fumaça intensificada pelas queimadas afetou drasticamente sua saúde e a de seu animal de estimação.

PUBLICIDADE

“`markdown
‘Já tinha percebido a fumaça dias atrás, porém, no domingo (29), se intensificou pela noite. Por eu ter rinite alérgica, os meus olhos começaram a coçar muito, tive muita coriza, espirro e falta de ar. Me mediquei, mas a noite foi muito mal dormida” – Maria Paula.
“`

Além disso, Maria gastou cerca de R$ 200 em medicamentos para sua gata, que apresentou tosse e inflamação na garganta devido à inalação de fumaça.

PUBLICIDADE

4. Incidência de Queimadas na Região Metropolitana de Macapá

Apesar da região metropolitana de Macapá não ter tantas incidências de queimadas quanto outros municípios, a fumaça dos incêndios em áreas próximas acaba afetando a população local.

5. Incêndios na Ilha do Marajó

De acordo com Jefferson Vilhena, meteorologista do Iepa, a fumaça sentida durante a madrugada ou no início da manhã em Macapá provém dos incêndios da Ilha do Marajó.

PUBLICIDADE

6. Dados do INPE

O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) reportou que o estado do Pará registrou 12,4 mil focos de calor somente em outubro.

7. Prevenção e Cuidados

O Corpo de Bombeiros Militar e a Secretaria de Saúde do Amapá estão trabalhando em conjunto para orientar a população sobre medidas preventivas e cuidados necessários diante das consequências das queimadas.

PUBLICIDADE

8. Cuidados com Animais

A Secretaria do Bem-Estar Animal aconselha os donos de animais a evitar deixá-los em locais fechados ou mal ventilados. Além disso, qualquer mudança de comportamento deve ser imediatamente relatada a um veterinário.

9. Ações Emergenciais

O Governo do Amapá decretou situação de emergência em 21 de outubro para facilitar a tomada de decisões administrativas para combater os focos de incêndio e prestar auxílio à população mais afetada.

PUBLICIDADE

10. Queimadas em 2023

Já foram registradas mais de 10 mil queimadas em 2023. O município de Tartarugalzinho, que enfrenta uma seca dos rios acima do normal, declarou emergência, com reconhecimento federal em 19 de outubro.

11. Os mais afetados pela estiagem

Os municípios mais afetados pela estiagem são Oiapoque, Mazagão e Tartarugalzinho. A situação crítica levou esses municípios a declararem estado de emergência.

PUBLICIDADE

12. Conclusão

Os efeitos das queimadas no Amapá são graves e duradouros, afetando tanto o meio ambiente quanto a saúde da população. É necessário que medidas sejam tomadas para combater essa situação e proteger a saúde dos habitantes do estado.

Para informações adicionais, acesse o site

PUBLICIDADE
‘Este conteúdo foi gerado automaticamente a partir do conteúdo original. Devido às nuances da tradução automática, podem existir pequenas diferenças’.

Jornalista e editora do NHTV, um espaço onde trago as principais notícias do Brasil e do mundo. Minha paixão pelo jornalismo me motivou a criar este site, com o objetivo de oferecer informações precisas e imparciais sobre uma variedade de tópicos. Acredito no poder do jornalismo para informar, inspirar e capacitar as pessoas a compreenderem melhor nosso mundo em constante mudança. Agradeço por nos acompanhar e estou aqui para fornecer notícias confiáveis e relevantes.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE