Connect with us
Vereadora é rotulada como desatenta" por colegas durante sessão e registra boletim de ocorrência" Vereadora é rotulada como desatenta" por colegas durante sessão e registra boletim de ocorrência"

Notícias

Vereadora é rotulada como desatenta” por colegas durante sessão e registra boletim de ocorrência”

Artigo

em

Contexto

A vereadora Alexandra Cossul, do partido Podemos, do município de Ipiranga do Norte, localizado a 530 km de Cuiabá, se viu na necessidade de registrar um boletim de ocorrência na última semana, após ser classificada como “desatenta” durante uma sessão do parlamento local.

O Incidente

A sessão em questão estava avaliando as contas do exercício de 2022 do Poder Executivo Municipal. Durante a leitura do decreto, o primeiro-secretário, Eluir Cavassim, do Partido Progressista (PP), mencionou por engano repetidas vezes que as contas em análise eram referentes ao ano de 2023 quando, na verdade, tratavam-se das contas de 2022.

PUBLICIDADE

A Intervenção

Neste cenário, a vereadora Alexandra Cossul, única mulher no Legislativo de Ipiranga do Norte, questionou a Mesa Diretora sobre o que estava sendo debatido. Em resposta, o presidente da Casa, vereador Rogério do Carmo Gabriel, do partido Solidariedade, afirmou que a vereadora não estava prestando atenção e estava causando tumulto na sessão.

Ação tomada

Após o incidente, a vereadora decidiu registrar um boletim de ocorrência, encorajada por diversas mulheres eleitoras. Ela ressaltou a necessidade constante das mulheres provarem sua competência para permanecer e ocupar posições de destaque, a fim de evitar serem rotuladas como incompetentes, desatentas ou como causadoras de tumulto em reuniões ou sessões.

PUBLICIDADE

> ‘Eu fui encorajada por várias mulheres que já passaram por situações semelhantes em suas vidas pessoais, no trabalho ou mesmo com seus parceiros’, disse Alexandra.

Desafios enfrentados

Alexandra também expressou sua frustração com as piadas e deboches que teve que suportar durante a semana no grupo de WhatsApp da Câmara e na reunião realizada na segunda-feira por parte de alguns vereadores. Ela destacou que esse não é um incidente isolado, pois desde que foi eleita, tem enfrentado situações desse tipo.

PUBLICIDADE

A voz de todas

A vereadora enfatizou que estava tomando essa medida em nome de todas as mulheres que não têm a oportunidade de gravar um vídeo para defender seus direitos e expor o que enfrentam em situações semelhantes.

> “Eu tomo essa atitude hoje em nome de todas as mulheres que não podem gravar um vídeo para defender os seus direitos e expor o que acontece com cada uma delas”, declarou no vídeo publicado em suas redes sociais.

PUBLICIDADE

Conclusão

O caso de Alexandra Cossul evidencia a luta contínua das mulheres para se afirmarem em posições de destaque e poder. É um lembrete do trabalho que ainda precisa ser feito para garantir igualdade de oportunidades e respeito no local de trabalho, independentemente do gênero.

Para informações adicionais, acesse o site

PUBLICIDADE
‘Este conteúdo foi gerado automaticamente a partir do conteúdo original. Devido às nuances da tradução automática, podem existir pequenas diferenças’.

Jornalista e editora do NHTV, um espaço onde trago as principais notícias do Brasil e do mundo. Minha paixão pelo jornalismo me motivou a criar este site, com o objetivo de oferecer informações precisas e imparciais sobre uma variedade de tópicos. Acredito no poder do jornalismo para informar, inspirar e capacitar as pessoas a compreenderem melhor nosso mundo em constante mudança. Agradeço por nos acompanhar e estou aqui para fornecer notícias confiáveis e relevantes.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE