Venda de ingressos do filme “O Que de Verdade Importa” terá renda revertida para instituições de assistência ao câncer infantil

Venda de ingressos do filme “O Que de Verdade Importa” terá renda revertida para instituições de assistência ao câncer infantil

Os cinemas que exibirem o longa-metragem “O Que de Verdade Importa” vão reverter todo o valor líquido arrecadado na venda de ingressos para sete organizações brasileiras que apoiam e oferecem assistência ao câncer infantil, um projeto sem precedentes no cinema internacional. Em Campinas, o filme está com sessões em todos os cinemas. Veja a programação na cidade!

Na trama, o engenheiro Alec Bailey (Oliver Jackson-Cohen) mora em Londres e tenta ganhar a vida consertando eletrodomésticos, mas sua situação financeira está cada vez pior. Até que seu tio Raymond Heacock (Jonathan Pryce) lhe propõe quitar todas as dívidas, desde que Alec se mude para uma pequena cidade na Nova Escócia, no Canadá, por pelo menos um ano. Desconfiado, mas sem muitas opções, Alec aceita a proposta e inicia uma incrível jornada de aprendizado e redenção.

Dirigido por Paco Arango, o segundo trabalho do diretor é dedicado ao ator e diretor norte-americano Paul Newman, que ajudou a milhares de crianças doentes no mundo inteiro. Arango, além de ser roteirista, produtor e diretor de cinema, preside na Espanha a Fundação Aladina, uma entidade que há mais de dez anos assiste a crianças e adolescentes com diagnóstico de câncer e suas famílias.

“O que de Verdade Importa”, distribuído no Brasil pela Anagrama Filmes, conquistou mais de 2 milhões de espectadores na Espanha, México, Costa Rica, El Salvador, Guatemala, Panamá e Colômbia, com renda líquida revertida para organizações locais que se dedicam ao combate do câncer infantil. Nos sete países onde foi exibido, a arrecadação bruta foi de cerca de US$ 10 milhões.

A arrecadação líquida da bilheteria do filme no Brasil será para as instituições: TUCCA (Associação para Crianças e Adolescentes com Câncer) em São Paulo; Instituto Desiderata, no Rio de Janeiro; GACC (Grupo de Apoio à Criança com Câncer) na Bahia; NACC (Núcleo de Apoio à criança com Câncer) em Recife; HPP (Hospital Pequeno Príncipe) em Curitiba; Hospital da Criança Santo Antônio em Porto Alegre; e HCAA (Hospital de Câncer de Campo Grande Alfredo Abrão) em Campo Grande.

Trailer: