Home Entretenimento Curiosidades Claudia Leitte defende amor-próprio das mães:’Não param de viver após dar à luz’

Claudia Leitte defende amor-próprio das mães:’Não param de viver após dar à luz’

7 min read
Comentários desativados em Claudia Leitte defende amor-próprio das mães:’Não param de viver após dar à luz’
0
8

Grávida pela terceira vez, Claudia Leitte usou suas redes sociais, neste sábado (16), para negar que o parto seja “só encantamento”. A cantora também falou da nova fase da vida das mulheres após se tornarem mães e tomou como exemplo Sabrina Sato, que retornou ao trabalho cerca de dois meses após o nascimento da filha, Zoe, e na véspera, participou de mais um ensaio técnico da Gaviões da Fiel Torcida, no sambódromo do Anhembi, em São Paulo. “Mulheres quando dão à luz um bebê, não param de viver. Tá certo que há as que demoram um pouco mais para voltar à ativa fora da nova realidade. Afinal, parir não é só encantamento. O sofrimento é real. Seja num parto natural ou numa cirurgia. Tenha você condições de pagar babás, ter o suporte da família, um parceiro consciente e ativo, ou não. O puerpério é uma loucura! Cansa! Dói!”, iniciou a diva do axé, fazendo coro à atriz Aline Fanju.

Veja também

‘Maternidade faria da vida um campeonato para saber quem é a melhor mãe?’

A futura mamãe de Bela pediu para que não se façam críticas para as mães que retornam às atividades profissionais. “As mudanças não estão em nossas mãos. A vida do outro está. Mas, por favor, não digam que as nossas chegaram ao fim. Entendo que a gente se sinta um pouco insegura até termos nossos corpos ‘em forma’ e que nos sobrevenha aquele medo de voltar ao trabalho e deixar nossa cria por algumas horas. O tempo! Todas queríamos mais que 24 horas por dia!”, afirmou. Claudia foi além e questionou se todas as mães precisam entrar em uma “competição”. “Mas, apesar dos questionamentos e necessidades serem parecidos, somos diferentes. A conexão numa relação tão poderosa entre mãe e filho é individual, bem como a vida. Corpos são diferentes. A recuperação pós parto teria que ser a mesma pra todas nós? A maternidade faria, então, da vida um campeonato entre puérperas para sabermos quem de nós é a melhor mãe? Quem despende mais horas com seu filho? Quem tem o ‘útero mais dilatado’? ‘Por quanto tempo amamentou?’. ‘Não amamentou?’. ‘Como assim, não foi parto normal?'”, enumerou ela.

‘Mães têm que morrer para a vida e viver para o lar’, ironizou Claudia

Na mesma semana em que Sabrina relatou cansaço ao amamentar, a cantora perguntou se as mães famosas não têm o mesmo direito das anônimas. “Ah! É sobre ser sensual? Sambar? Sorrir? Claro! Mães que não têm olheiras, ou que trabalham com arte, com beleza, são menos mães, afinal, não nos é mais permitido desfrutar da libido, da sensualidade, da juventude… Quiçá passar um batonzinho! Vamos, sintamos-nos culpadas, mães têm que morrer para a vida e viver para o lar, para os filhos! Eles? Que cresçam nos vendo abdicar de sonhos, chorando de remorso, escondendo nossas frustrações. Eis o retrato de uma heroína!”, disparou. “Nossos frutos, um dia, terão suas próprias paixões, interesses, vidas. Estaremos orgulhosas deles, mas, não de nós mesmas? Ninguém aqui aqui está falando de negligenciar. É sobre amor próprio, a base de qualquer relacionamento saudável. Sabrina, você está linda! Trabalhando honestamente! Deixe que abram fóruns de discussão sobre seu corpo, sua postura, suas ‘necessidades’. Eles têm tempo pra isso. Você precisa cuidar de Zoe, empregar gente e ser feliz! Da mãe de Davi, Rafa e Bela”, finalizou a cantora, que já apontou aumento no apetite com a terceira gestação.

(Por Guilherme Guidorizzi)

Load More Related Articles
Load More By redação
Load More In Curiosidades
Comments are closed.

Check Also

Nova arte de Vingadores: Ultimato revela Hulkbuster

Dessa vez o spoiler não foi do Mark Ruffalo. Enquanto a estreia mundial de Vingadores…