Débora Nascimento cita dificuldade ao fazer dieta durante amamentação:’Detesto’

Débora Nascimento está fazendo educação alimentar após o nascimento da filha, Bella. Para perder o peso adquirido com a gravidez, a atriz tem o acompanhamento de um nutricionista materno infantil. “Eu já falei pra vocês que estou de dieta. Não é qualquer dieta porque eu sou uma mãe que amamenta. Eu tenho acompanhamento com nutricionista materno infantil e eu confesso: detesto dieta, detesto restrição alimentar. Para mim é bem difícil, mas… O mais importante na dieta que estou fazendo, que me foi passada pela Dr. Eveline Duarte, é que é cheia de nutrientes por causa do aleitamento”, disse no Stories do Instagram, nesta quinta-feira (30).

Veja também

Atriz corta pão e torrada da alimentação

Escalada para atuar na novela “Verão 90 Graus”, Débora listou itens do quais sente falta: “Vou mostrar uma coisa para vocês: uma coisa que está fácil de seguir é o café da manhã. Olha gente, é um omelete e um pouquinho de café para a criança não ficar enlouquecida, cheia de cafeína, mas que dá um up na mamãe aqui que já vai treinar. Coloco cebola, tomate, manjericão, as vezes alecrim, queijo e fica ótimo. Está certo que senti um pouco de falta de pão, torradinha, mas passou”, relatou a artista, que admitiu o aumento do apetite após dar à luz. “Está funcionando, é fácil, rápido, dá uma alegria e sustenta. Não tem muita coisa mirabolante porque é fácil de seguir e está me deixando saciada até porque se for uma coisa muito rigorosa não sigo, sou muito mulher real. Está funcionando? Está funcionando com minha dieta com meus exercícios, tá! Meu corpo está se transformando? Está se transformando. Mas aos poucos. Não vou fazer a louca e aparecer em um mês… Porque acredite, dieta maluca e excesso de exercícios prejudicam a amamentação. Não tem jeito, você que fazer devagar com amor e carinho”, concluiu.

Débora fala sobre vergonha de amamentar em público

Recentemente, Débora confessou que sentia vergonha de amamentar em público, mas descobriu formas de driblar a timidez. “Fui descobrindo um jeitinho ou outro para amamentar fora de casa para isso não virar uma questão. Porque sim, eu vou amamentar onde eu quiser, a hora que eu quiser, eu não né, a minha filha. Se estou sem uma roupa que ajuda na amamentação, sempre carrego na mala dela um panão de algodão que eu consigo jogar por cima de mim, sempre opto por um tecido leve que a deixe confortável. Mas eu não uso mais tanto pra amamentar porque agora perdi a vergonha, você entende que é importante e se alguém olha você fala: ‘e aí, perdeu alguma coisa?’. Porque quem tem que ter vergonha não é a mamãe que está amamentando é quem julga que isso é indevido”.

(Por Patrícia Dias)